Roupa Masculina: Qual é a Diferença entre Slim Fit e Skinny?

Se você entrar numa loja e pedir uma calça skinny e outra slim fit terá 9o% de chances de receber dois produtos completamente diferentes e essa margem de erro de 10% vai por conta do pessoal que costuma generalizar os dois termos e atribuir as mesmas características a ambos. No Brasil isso é mais comum do que na Europa, Estados Unidos ou Japão, pois nós não absorvemos o conceito de skinny logo de cara (na metade da década passada), ou seja, quando a moda estourou ainda não estávamos acostumados a roupas muito ajustadas ao corpo. Mas antes de avançar nesse assunto, vamos colocar os pingos no “is”:

O que é o corte slim fit?

É muito usado na alfaiataria e camisaria, onde serve para indicar um traje mais ajustado ao corpo, mas não apertado, criando uma silhueta esguia e elegante. Também marca presença no universo casual com jeans, blazers, camisetas e bermudas, entre outros itens cujo tecido toca o corpo, mas não marca ou aperta.

terno-slim-fit-masculino-super-chique

 

Quem usa?

Aqueles que querem uma roupa acertada ao corpo, com cara moderna, mas que não cede aos exageros, sendo adequada para qualquer situação. No caso das calças, por exemplo, podemos dizer que as slim fit são a nova straight, já os ternos ainda tem a preferência dividida, existem os fãs do traje mais justo e os adeptos do traje clássico.  Claro que o corpo também influencia no uso, sendo o caimento tradicional indicado para quem está bem acima do peso, ficando o slim fit adequado para aqueles mais próximos do IMC considerado ideal.

O que é o corte skinny?

O termo indica roupas muito justas, geralmente calças de jeans, algodão ou sarja que apesar de deixarem o corpo ainda mais delgado do que as roupas slim fit podem gerar resultados de gosto duvidoso, principalmente se você não é tão magro e o tecido ressalta o que não deveria. O termo também é utilizado para designar gravatas mais finas que as tradicionais.

look-casual-jeans-skinny

 

Quem usa?

Apesar de ter um perfil mais jovem, a calça skinny pode ser usada pela maioria das pessoas desde que não faça sobressair pernas muito grossas ou aqueles pneuzinhos indesejados, em outras palavras, ela é indicada para quem é bem magro, enquanto a slim fit é um pouco mais permissiva e a straight totalmente democrática. A gravata skinny é outro item que traz jovialidade ao look, mas pode ficar um pouco perdida se você é um cara muito corpulento, até musculoso demais, pois as proporções não ajudam.

———————-

Voltando ao assunto do início do texto, vale lembrar que o conceito de uma calça masculina mais justa foi introduzida aos poucos por aqui, já que meados da década passada muitos em terras brasileiras estavam acostumados com a modelagem larga que ainda persistia no final dos anos 90, por esse motivo a calça slim fit foi chamada de skinny por muitas marcas nacionais, e durante um bom tempo, diga-se de passagem. Enquanto na Europa as peças desse tipo eram quase uma segunda pele, aqui elas só eram um pouco mais secas do que um modelo straight. Com o tempo as grifes foram ajustando ainda mais o que eles chamavam de “skinny” e separando sua modelagem da slim fit, principalmente depois da chegada de lojas internacionais como a Topman, American Apparel, Gap e Forever 21 que levam o conceito de skinny muito a sério. ; )

Dá para misturar os dois?

calca-jeans-skinny-blazer-camisa-slim-fit

Claro que sim (veja a foto acima), uma calça skinny e um blazer slim fit ficam ótimos juntos, alongando a silhueta e fazendo parecer mais magro, apenas tome cuidado com as calças que marcam demais “as partes”, evitando-as também se você tem pernas muito musculosas que façam a peça parecer um colant, aliás cuide para que a camisa ou camiseta acompanhe o caimento do restante do traje, assim você não ficará com tecido sobrando em um item enquanto outros estão justos.

Compartilhe: